quinta-feira, 16 de março de 2017

PAI SETA BRANCA










PAI SETA BRANCA

Pai Seta Branca é um dos nomes recebidos pelo luminoso espírito de Oxalá,
Orixá poderoso que preside todo o desenvolvimento cármico do nosso planeta, a quem foi dada a missão de espiritualizar o Homem.
column.gif (3066 bytes)Resultado de imagem para Pai Seta Brancacolumn.gif (3066 bytes)
      
É o grandioso guardião do Oráculo de Simiromba , que administra todo o potencial de forças que agem e interagem na Terra. SIMIROMBA significa, em nossa Corrente, “Raízes do Céu”, e Pai Seta Branca é o Simiromba de Deus! De seu Oráculo, Simiromba realiza toda a grandeza presente em nossos trabalhos.
Chegando aqui na Terra, liderou a missão dos Equitumans , quando ficou conhecido como Jaguar, e dos Tumuchy .
Na condição de espírito irmão de Jesus, foi seu mais amado discípulo – João, que escreveu o IV Evangelho e o Apocalipse.
Oxalá retornou no século XII, na Itália, como Francisco de Assis, junto com sua alma gêmea - Mãe Yara - como Clara de Assis, desenvolvendo magnífica obra dentro da Igreja Católica Apostólica Romana, criando a Ordem Franciscana, implantando as bases de sua Doutrina: Amor, Humildade e Tolerância, idéias das quais os Homens estavam afastados.
Na época da conquista da América, no século XV, Oxalá era o grande cacique de uma tribo Inca, estabelecida em Machu-Pichu, tendo recebido o nome de Seta Branca por causa de sua lança branca, armada com uma presa de javali.
Com as conquistas espanholas na região andina, houve uma ocasião em que os espanhóis chegaram nas proximidades daquela tribo, ameaçando-os. Seta Branca e seus oitocentos guerreiros aguardavam os invasores em um descampado. Quando estavam próximos para iniciar a batalha, Seta Branca começou a falar, ao mesmo tempo em que, com sua seta branca nas mãos, fazia como que uma oferenda aos céus.
Sua voz ressoava por toda aquela região, gerando campo de forças que trouxe um clima de paz e tranqüilidade o qual influenciou todos aqueles corações. Guerreiros dos dois lados sentiram aquela emanação, e foram se ajoelhando. Seta Branca terminou sua invocação, trouxe sua seta até o plexo, e ficou em silêncio, de cabeça baixa, aguardando os acontecimentos.
Os espanhóis foram se levantando e abandonando o campo, e retornaram para seus acampamentos, no oeste, sem qualquer confronto. Os Incas retornaram à sua cidade, sentindo o poder do amor sobre a força bruta. E ali viveram por muitos anos ainda, totalmente isolados.
Esses espíritos retornaram no limiar do Terceiro Milênio, liderados por Oxalá, na roupagem de Pai Seta Branca, tendo como líder, no plano físico, Tia Neiva, que reuniu os Jaguares sob a Doutrina do Amanhecer.

MÃE YARA




Mãe Yara é a alma gêmea de Pai Seta Branca, Ninfa Sol
responsável pela correta aplicação de mestres e ninfas nos trabalhos e rituais da Doutrina do Amanhecer.
No “Manual Muruaicy”, Carmem Lúcia Zelaya relata: "Mãe Yara é um grandioso espírito de Luz que teve importância fundamental desde as primeiras manifestações mediúnicas de Mamãe, e é a responsável pelo desenvolvimento dos Doutrinadores. Inicialmente, usava uma roupagem de uma encarnação milenar, na qual havia ficado paralítica. Apresentava-se em uma cadeira de rodas, como uma senhora de porte elegante, muito digna, que logo de início cativou Mamãe, inspirando a confiança, de que tanto necessitava, naqueles primeiros anos de compreensão dos fenômenos mediúnicos, que a levariam à descoberta de sua missão. Em seu conflito, Mamãe – que ainda não aceitava a vidência – passou a interessar-se pela linda senhora, a quem carinhosamente chamava de “Senhora do Espaço”. Estabelecido interesse, Mãe Yara passou a narrar uma das suas encarnações, com o nome de Adelina, passando grandes lições, que muito vieram contribuir em seu desenvolvimento mediúnico. Mais tarde, revelou que era alma gêmea do grande Cacique Tupinambá (Pai Seta Branca) e hoje, sem dúvidas, podemos considerá-la a “Madrinha do Doutrinador”".
Excepcional instrutora espiritual, Mãe Yara dirige uma grande universidade no espaço, onde se aperfeiçoam espíritos de elevado grau de desenvolvimento, preparando-se para ficarem aptos a assumirem missões em diversas colônias e em outros planos reencarnatórios.
Capelina, como Pai Seta Branca, sempre esteve junto ao Simiromba de Deus em suas maravilhosas missões por todo este Universo.
Apenas, como exemplo, fazemos referência à reencarnação de Mãe Yara como Clara, junto ao Pai Seta Branca, quando este reencarnou em Assis, como Francisco, o São Francisco de Assis da Igreja Católica Romana, e deram à Humanidade o exemplo do Amor, da Tolerância e da Humildade, que está documentado em numerosas obras sacras e leigas, hoje facilmente encontradas, e que deveriam servir como referência para os ensinamentos da Doutrina do Amanhecer.
Nascida em Assis, na Itália, em 1194, Mãe Yara como Clara, viveu episódio histórico que reúne uma dupla missão: mostrar a superação do amor físico pelo amor incondicional e a aplicação da humildade e da tolerância na sua mais pura manifestação.





DAS ENCARNAÇÕES DE PAI SETA BRANCA

Resultado de imagem para Pai Seta Branca

Todos os seres humanos descendem dos habitantes de um planeta chamado Capela, cujos moradores seriam bastante desenvolvidos nos planos físico, científico e espiritual. A estes seres teria cabido a missão de colonizar a Terra. No entanto, como suas constituições físicas não lhes permitiam a adaptação ao novo planeta, tiveram que passar por uma espécie de mutação. Transformaram-se, assim, nos equitumans, seres semidivinos que, além de andróginos, mediam de três a quatro metros de altura .
Os equitumans chegaram a Terra em naves, estabelecendo-se na região andina, na América Latina. Viveram durante 2000 anos, até que desapareceram repentinamente, num cataclismo que atingiu o planeta. Tal acontecimento teria sido provocado pela aproximação de um corpo extraterreno, semelhante a uma nave espacial. Mortos em decorrência dos efeitos provocados por esse objeto do espaço, os equitumans teriam sido sepultados na área do atual lago Titicaca, situado entre o Peru e a Bolívia. Na linguagem do Vale do Amanhecer, essa nave ficou conhecida como Estrela Candente, e o fenômeno da formação do lago configurou-se como resultante de “uma lágrima da Estrela Candente”. O referido acontecimento teria ocorrido sob a direção de Pai Seta Branca, então comandante da nave .
Após o desaparecimento dos equitumans, Pai Seta Branca, na versão dos fiéis, teria organizado os últimos remanescentes desta civilização em grupos de sete para efetuarem uma nova “colonização” do planeta Terra. Recebendo uma outra denominação, passaram a ser chamados de orixás. Dos grupos integrados pelos orixás, no entanto, formar-se-iam inúmeros clãs de missionários conhecidos pelo nome de tumuchis.
Os tumuchis seriam hábeis artesãos e cientistas, avessos à guerra. Conheciam e manipulavam o potencial energético dos corpos planetários; moviam-se na superfície do planeta com naves próprias, guiados por mapas e maquetas do globo terrestre. Liderados por Pai Seta Branca, encarnado como um chefe tumuchi, teriam construído monumentos em vários pontos do planeta, podendo até hoje ser conhecidas as suas ruínas. Tal é o caso da cidade de Machu-Pichu, a famosa cidade sagrada dos incas, no Peru. Outros monumentos seriam as pirâmides do Egito e as cabeças gigantes da Ilha de Páscoa.
Passados cinco mil anos, teriam vindo os jaguares, cujo símbolo universal era a figura estilizada dos felinos. Em uma outra versão, sustentada pelos adeptos, conta-se que os jaguares teriam surgido entre os próprios tumuchis que habitavam a região andina. E que novamente liderados por Pai Seta Branca, chamavam-no de o “Grande Jaguar”, devido a sua força e sagacidade de guerreiro, além de sua eficiência em lidar com processos químicos e físicos .
Diversas civilizações continuaram a surgir e a desaparecer, sempre em ciclos de 2000 anos. Com o nascimento de Jesus, porém, e a conseqüente instauração do “Sistema Crístico”, Pai Seta Branca despiu-se de sua roupagem de guerreiro e encarnou novamente na Terra, desta vez como um santo da Igreja Católica. Divulgando única e exclusivamente o amor e o livre arbítrio entre os habitantes do planeta, teria vivido na Itália como São Francisco de Assis.
No século XVI, , Pai Seta Branca estaria encarnado no planeta Terra como um cacique mestiço de um povo também andino, da região fronteiriça entre Brasil e Bolívia. Nessa época, ele seria também conhecido como Cacique da Lança Branca, devido à alvura da ponta de sua lança, a qual passou a caracterizá-lo e o tornou uma personalidade lendária. Pai Seta Branca lutava, sobretudo, pela paz e salvação dos povos, e trazia no olhar a sabedoria dos seres iluminados pelo amor divino. Fato que, nessa época, o teria feito persuadir os espanhóis de desistirem do extermínio às últimas aldeias incas. E fato que, mais tarde, de acordo com os adeptos, fez com que ele escolhesse Tia Neiva como sua substituta, convencendo-a a criar o Vale do Amanhecer.

   
Resultado de imagem para gifs fogoResultado de imagem para gifs fogo


 AS CODIFICAÇÕES DE PAI SETA BRANCA
Resultado de imagem para (Oráculo de Agamor)
Diante de tais narrativas fica explícito que as referências aos povos pré-colombianos não são fiéis ao que costumam dizer os historiadores, arqueólogos e antropólogos. Tal é o caso da criação das pirâmides egípcia, dos monumentos da Ilha de Páscoa e da cidade de Machu-Pichu. De fato, entre os adeptos do Vale do Amanhecer, os incas, maias e astecas não são exatamente aqueles conhecidos pelos pesquisadores. No que diz respeito a sua relação com Pai Seta Branca, essas menções misturam-se a outros elementos, como a nave extraterrena Estrela Candente e apresentam-se, por fim, modificadas, diferentes do que eram anteriormente.
A esse mecanismo, que opera pela recodificação de uma tradição anterior em algo inesperado e novo, pode-se chamar, segundo a semiótica russa, de modelização. Tipo de tradução ou processamento de códigos que se define enquanto passagem, travessia, movimento, portanto; e que se apresenta com freqüência no caso do objeto estudado. Nesse sentido, se existe entre os adeptos a crença em um Pai Seta Branca pré-colombiano, é fato que referências a esses povos estarão presentes, no objeto mencionado, de uma forma diferenciada, re-significada, portanto.
A codificação verbal, seja ela oral ou escrita, juntamente com a visual é, sem dúvida, a codificação de maior força de um Pai Seta Branca pré-colombiano. Ao que parece, os demais códigos, tanto os cinéticos como os sonoros, mesmo estando em permanente diálogo com os primeiros, e sendo de importância fundamental nessa formação, atuam basicamente como secundários. Contudo, para efeito de exposição neste trabalho, em um primeiro momento, deter-se-á sobre o código verbal, para em seguida se analisar o visual e as relações destes com os demais citados.
Embora pudesse ouvir e ver espíritos, teria sido a partir da fala - mítica, porque fundante - que Tia Neiva recebeu de Pai Seta Branca as informações de sua missão na Terra, e foi instruída pelas entidades na construção do Vale do Amanhecer. Pela palavra foram por ela reveladas, a toda comunidade, uma cosmogonia e uma cosmologia próprias à doutrina, e organizados os rituais, bem como a concepção física do local. Dizeres que eram passados aos adeptos por meio de palestras, conversas informais e cartas. Foi também pela palavra, em seus supostos encontros com a clarividente, que Pai Seta Branca teria contado, entre outras histórias, a sua própria. História que fala de incas, mais e astecas, e que assume, pelo mecanismo da recodificação, uma feição e características singulares, marcadas pelo inesperado e pelo status de pura criação.
O fato de os equitumans terem se estabelecido na região dos Andes e serem sepultados na área do atual lago Titicaca, dando origem inclusive à formação do referido lago, como resultante de “uma lágrima da Estrela Candente”, mostra bem esse aspecto de recodificação. O lago Titicaca é, de fato, uma referência importante para alguns povos andinos, seja por seu aspecto sócio-econômico - relativo à moradia e à atividade da pesca -, seja em seu aspecto mítico. Há uma narrativa que conta como Manko Kapác, fundador da dinastia dos reis incas, chegou a Cusco, capital do império inca. Nessa versão, ao invés de ele ter supostamente surgido, juntamente com seus três irmãos, de uma gruta, , o herói civilizador e ancestral mítico do povo mencionado, apareceu pela primeira vez no mundo como nascido do lago Titicaca.
Outra referência de destaque presente no Vale do Amanhecer é à cidade de Machu-Picchu, o famoso santuário Inca. Nas narrativas míticas dos seguidores de Tia Neiva, as ruínas dessa cidade nada mais seriam que provas da existência da civilização tumuchi que, assim como a dos incas, , eram constituías por hábeis artesãos, grandes cientistas (astronomia e matemática) e arquitetos.
E se, os pré-incaicos chavín (1800-400 a.C.) cultuavam o jaguar, no Vale do Amanhecer a figura desse felino não é menos importante. Para os seguidores de Tia Neiva, Pai Seta Branca encarnou na Terra como o “Grande Jaguar”, líder extremamente respeitado por sua coragem, astúcia e conhecimentos científicos. No Vale, o nome jaguar se estende, ainda, a todos os adeptos do sexo masculino, como uma forma de rememorar as façanhas do notável guerreiro e de reconhecê-los, também, como valentes e integrantes, em uma outra vida, do grupo comandado por Pai Seta Branca.

Há um aspecto interessante entre as narrativas míticas dos astecas, que é o da associação entre o jaguar, o sol e o seu oposto, a noite. Os astecas acreditavam que o mundo fora precedido por quatro outros universos, os “Quatro Sóis”, dentre os quais o primeiro chamava-se “Quarto-jaguar”. Este sol teria desaparecido em um gigantesco massacre, no qual os homens haviam sido devorados por jaguares. Segundo ele, entre o referido povo, o jaguar correspondia a Tezcatlipoca, deus das trevas e do céu noturno pontilhado de estrelas, tal qual a pelagem do felino. Vale dizer ainda que os astecas eram, por excelência, o “povo do sol”. E que, em suas origens, já adoravam o deus solar e tribal Uitzilopochtli.


Sol era também adorado pelos incas (1200-1572 d.C.), com o nome de Inti. Viracocha, seu oposto complementar, foi também uma divindade importante para o panteão incaico. Estava associado à terra e à água e foi, para os habitantes de Tiahuanaco, o criador dos homens. Viracocha era o deus criador e civilizador do universo. Após terminada sua obra, partiu pelo mar em direção ao Oeste; estando, assim, associado à costa. Já o Sol, deus principal e fonte da vida, teve seu culto difundido e imposto a todas as comunidades conquistadas nos Andes centrais. De acordo com Wachtel , o Sol e Viracocha são deuses complementares por traduzirem as categorias do pensamento inca, além de entrarem em um sistema de correlações e oposições. Ao Sol referem-se o céu, o fogo a serra e o alto; a Viracocha, a terra, a água, a costa, e o baixo. Partes de uma visão global do mundo, formada a partir de uma mesma cosmogonia que comporta indivíduos bem como as dimensões de espaço e tempo.
Tal correspondência entre o Sol e Viracocha parece explícita na representação geralmente atribuída ao segundo, nas ruínas de Tiahuanaco, na área boliviana, próxima ao lago Titicaca. De cabeça retangular, contornada por uma auréola formada por raios e um rosto que parece humano, o deus ocupa o centro da famosa Porta do Sol, importante monumento do mundo andino. Está em posição frontal e segura um par de báculos, com forma de condores de pescoços compridos, mostrando-se adorado por quarenta e oito pequenas criaturas. Nesse caso, o Sol e Viracocha estão unidos não apenas em termos de narrativa, mas também de iconografia, pelos raios que circundam a cabeça do último.
Essa figura guarda uma forte semelhança com imagem do jaguar do Vale do Amanhecer, presente nas insígnias e roupas dos fiéis, bem como nas paredes dos templos. A figura do jaguar do Vale também é apresentada em perspectiva frontal; no entanto, não tem um corpo. Resume-se a uma cabeça, semelhante à do deus Viracocha. Essa cabeça é igualmente circundada por feixes de luz que lembram raios solares, embora sejam coloridos, como os do arco-íris. Tal referência é legitimada pelos adeptos ao fazer alusão ao jaguar do Vale: “é um jaguar estilizado (...) se você for no altiplano boliviano, na Porta do Sol, você vai encontrar essa cabeça (...)”.
A associação Viracocha - jaguar é uma criação dos adeptos do Vale do Amanhecer. Ideia que tem como base um relativo conhecimento da iconografia não apenas andina, mas pré-colombiana de um modo geral. De fato, a imagem do jaguar é constantemente representada na arquitetura e nas artes dos povos mencionados. E se Cusco, em seus primórdios, tinha a forma de um puma (felino da família do jaguar) - da qual a fortaleza de Sacsahuan seria a cabeça, enquanto que a confluência dos dois rios que atravessam a cidade formaria a cauda . No Museo de La Nacion e no Museo del Oro, ambos em Lima, pode-se encontrar algumas representações, sobretudo de divindades pré-incaicas, com formas híbridas. Na maioria dos casos, verifica-se uma mistura de traços humanos com os de um jaguar, podendo-se verificar, também, a presença de animais alados.
A imagem do Sol, juntamente com a Lua, também é uma constante nas figurações do Vale do Amanhecer. Estão inclusive sobre o templo principal da comunidade, o qual tem sua fachada feita de pedras, lembrando as ruínas de algumas de suas supostas encarnações, como a dos pré-colombianos. Considerados como divindades entre grande parte dos povos mencionados, no Vale, o Sol e a Lua são elevados à categoria de “astros guia” da doutrina. As cores que os representam são sempre o amarelo ou o dourado e o azul ou o prateado, respectivamente. Enquanto a Lua é associada ao princípio feminino, entre os adeptos, o Sol é visto enquanto centro de energia vital do universo. Simboliza o Oráculo de Ariano - foco irradiador de energia -, também conhecido como Oráculo de Simiromba ou Oráculo de Pai Seta Branca.
Na iconografia do Vale do Amanhecer, Pai Seta Branca, ou Cacique da Lança Branca - se lembrado em sua em sua última encarnação -, é sempre um índio de aparência bonita, jovem e altiva. Veste-se com uma túnica azul, um longo cocar e usa sandálias de couro. Tem olhos puxados, pele morena, e segura com as duas mãos uma flecha/lança de seta (ponta) branca, como indicado em seu próprio nome - relação que evidencia um nítido diálogo entre os códigos verbais e visuais.
O texto Pai Seta Branca pré-colombiano pode ser percebido, ainda, em sua codificação cinética. Segundo os adeptos, a referida entidade incorpora em alguns rituais do Vale do Amanhecer, como é o caso da Bênção de Pai Seta Branca, realizado no primeiro domingo de cada mês e o Oráculo, executado nos dias de quarta, sábado e domingo (dias de trabalho oficial). Há também uma bênção anual, concedida pela entidade no dia 31 de dezembro, por ocasião da passagem do ano.
Falando em um espanhol bastante rudimentar, o espírito, supostamente incorporado no corpo de um fiel, apresenta, invariavelmente, um semblante, um gestual e um tom de voz tranquilos. Manifestação que só se dá após o cumprimento de preceitos rigorosos por parte dos adeptos. Os rituais do Vale são extremamente complexos: exigem a presença de um grande número de fiéis, devidamente paramentados e conhecedores de uma organização minuciosa, em que palavras, canto, gestos e movimentos são rigidamente pré-estabelecidos. Rituais, aliás, que se encontram descritos em ricos detalhes em um dos livros editados pela comunidade e que mostram, em sua constituição, a íntima relação entre os códigos verbais, visuais, sonoros e cinéticos.
Fazendo uma nova ligação entre o verbal e o cinético, e estabelecendo a relação destes com o código sonoro, há um canto da comunidade que atua como um chamado à referida entidade. Pai Seta Branca ao ouvir tal canto, teria facilitado seu deslocamento dos planos espirituais para o plano físico. “Divino Seta Branca/ Tu és a lei de Deus/ Imaculado sejas tu/ Juntinho aos pés de Jesus/ Seta Branca querido por nós/ Tu és o Amor e és a luz/ Que iluminas os tiranos corações/ Erguendo seus filhos a Jesus”.

Resultado de imagem para mensagens do pai seta branca
Mas não é apenas o canto criado pela comunidade que, segundo os adeptos, refere-se a Pai Seta Branca. Há, para seus devotos, uma outra forma de musicar a entidade. Uma nova modelização, entre as tantas já apresentadas, que se verifica a partir da tradução de uma tradição estranha à entidade indígena, em algo inesperado e de fácil leitura. Os adeptos do Vale apropriaram-se de uma música de Caetano Veloso, e dela fizeram uma referência direta à entidade em questão.
Sobre esse assunto, Ana, uma mulher criada pela clarividente, fala do tempo em que o artista baiano foi recebido por Tia Neiva no Vale do Amanhecer. Depois de conversar longo tempo com a clarividente, Caetano Veloso teria ido visitar o templo de pedra, ou templo principal. A emoção de ver imagem de Pai Seta Branca, ali, diante de seus olhos e em grandes proporções, teria sido tão grande que ele compôs, em homenagem à entidade, a música “Um índio”
De fato, como diz a autora,
a canção de Caetano põe em evidência o personagem central mais sagrado da doutrina do amanhecer, o cacique inca Pai Seta Branca, cuja imagem está sentada no centro do templo de pedra, impávido, tranqüilo e infalível, preservado em pleno corpo físico, a esperar a entrada da nova era .
Desse modo, se na canção de Caetano, um índio descerá de uma estrela colorida brilhante e pousará no coração do hemisfério sul na América, para os seguidores da doutrina do amanhecer, o índio é o Pai Seta Branca, cacique inca, mentor espiritual da Tia Neiva. A estrela colorida e brilhante é a Estrela Manhante, lugar onde vivem os espíritos mais evoluídos que descem ao Vale do Amanhecer para trabalhar incorporando nos médiuns, com a finalidade de promoverem a cura do espírito (ou seria a Estrela Candente?). O coração do hemisfério sul da América, o ponto equidistante entre o Atlântico e o Pacífico, o centro do mundo, lugar predestinado para se encontrarem os que se preparam para a entrada do terceiro milênio é o próprio Vale do Amanhecer.
E mais: se, na música de Caetano, no momento em que o índio descer, o que se revelará aos povos, surpreenderá a todos não por ser exótico, mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto quando terá sido o óbvio significa,  referindo-se aos adeptos, que Pai Seta Branca descerá para encerrar o milênio. E que levará, consigo, os seguidores da doutrina do Amanhecer para o Astral Superior - lá estaria situado o planeta Capela -, onde não mais terão a necessidade de encarnar e onde não mais perecerão de dor e sofrimento. Assim, com a chegada de Pai Seta Branca a Terra, na visão dos fiéis, será aplicada a lei da evolução dos espíritos e, como profetizaria a música de Caetano, tudo o que antes parecia pertencer ao ocultismo, mostrar-se-á como o óbvio.


fogo_animado.gif (21333 bytes)fogo_animado.gif (21333 bytes)
A música de Caetano tem a seguinte letra
“Um índio descerá de uma estrela colorida brilhante/ de uma estrela que virá numa velocidade estonteante/ e pousará no coração do hemisfério sul na América num claro instante/ Depois de exterminada a última nação indígena/ e o espírito dos pássaros das fontes de água límpida/ mais avançado que a mais avançada das mais avançadas das tecnologias/ virá impávido que nem Muhammad Ali/ virá que eu vi/ apaixonadamente como Peri/ virá que eu vi/ tranqüilo e infalível como Bruce Lee/ virá que eu vi/o axé do afoxé dos filhos de Gandhi, virá./ Um índio preservado em pleno corpo físico/ em todo sólido todo gás e todo líquido/ em átomos palavras alma cor em gesto em cheiro em sombra em luz em som magnífico/ Num ponto equidistante entre o Atlântico e o Pacífico/ de um objeto sim resplandecente descerá o índio/ e as coisas que eu sei que ele dirá fará não sei dizer assim de um modo explícito/ E aquilo que nesse momento se revelará aos povos/ surpreenderá a todos não por ser exótico/ mas pelo fato de poder ter sempre estado oculto/ quando terá sido óbvio” 
(Franchetti, Pécora, 1981: 93).
A  MALDITA  BOMBAA  MALDITA  BOMBA comet2.gif (1536 bytes)

É importante salientar que, para os seguidores da doutrina, a passagem do milênio, embora diga respeito à época atual, não corresponde ao exato momento e data estipulados pelos calendários comuns. O tempo do Vale é um tempo sagrado, tem um ritmo próprio, distinto do profano. Desse modo, a chegada de Pai Seta Branca ainda está por acontecer.
torch3.gif (10836 bytes)torch3.gif (10836 bytes)

MENSAGENS PAI SETA BRANCA
(1971 Á 1984)

Todos os anos, a partir de 1971, Pai Seta Branca se dirige a seus filhos Jaguares através de mensagens que são pronunciadas no Templo-Mãe, à meia-noite do dia 31 de dezembro.
Até 1984, foi a comunicação feita por Koatay 108


31 DE DEZEMBRO DE 1971
torch25.gif (4033 bytes)torch25.gif (4033 bytes)





















Meus filhos, Salve Deus!
Quisera hoje, neste augusto enterro do ano de 1971, trazer-vos uma mensagem cheia de paz e tranqüilidade. Porém, o tributo de vidas mal distribuídas não me dá esta feliz oportunidade.
Vivemos a marcha evolutiva para uma nova civilização. Pela conduta irredutível dessa tribo ainda me é possível dizer: filhos abnegados de Deus, agradeço-vos pela oportunidade que acabam de me oferecer.

Aqui estou, e estarei sempre em espírito e verdade, objetivando, mil vezes agradecendo esta sublime bagagem que trazeis. Vejo-os como pequenos acumuladores de cargas tão iguais!

Filhos, sei que os desenganos, as renúncias, dores e saudades de um mundo transcendental vos devoram a alma. Porém, confiante, sei que a miséria ou um infeliz reajuste de tragédia jamais atingirá vossos corações.

1971! Quantas vezes, filhos queridos, os vi chorar pelos tristes reajustes dos vossos destinos cármicos!... Quantas noites enxuguei os vossos prantos... Quantas noites temi pelas vossas reações nos vossos leitos de enfermidade!... Sim, filhos, foi sempre sutil minha mensagem de pai às reações de amor, de ira, de medo ou de saudades...
Filhos, é rico o presente que me oferecem, na alegria e na esperança de um novo 1972. Rico sou, pai de filho como vós outros, com tudo de bom e de sublime, e que renunciam ao mundo por uma Doutrina do Amanhecer!
Filhos que ainda caminham neste carreiro terrestre: olhai em torno vossos irmãos menos esclarecidos e erguei a Doutrina para uma Nova Era: 1972 vos trará os prenúncios do renovador Terceiro Milênio.
O Homem que tentar fugir de sua meta cármica ou juras transcendentais será devorado ou se perderá como um pássaro que tenta voar na escuridão da noite!

Filhos, dentro de alguns instantes estareis vivendo 1972 e todo o Universo estará cantando aleluia!
Todas as mensagens estarão glorificando o desenvolvimento do Homem, enquanto vós outros, reunidos em um só pensamento, preferis trazer esta rica mensagem ao mais humilde dos pais: Seta Branca!




31 DE DEZEMBRO DE 1972
forcas.gif (99664 bytes)forcas.gif (99664 bytes)

Meus filhos, Salve Deus!
Ao nos despedirmos do ano de 1972, devo, antes, vos esclarecer que a humildade e a perseverança dos vossos espíritos conduziram-me ao mais alto pedestal de força básica que realizou esta corporação.
Deveis saber, filhos, da nossa finalidade nesta mensagem, que trazeis dos vossos antepassados a este planeta em desenvolvimento. Assumistes o compromisso desta Era e, portanto, tereis que cumpri-lo, confirmando, em cada coração, o Espírito da Verdade, na missão designada para o Terceiro Milênio.
Filhos, voltemos a 1959, quando, geograficamente, distribuí vossa jornada às árduas estradas que os conduziram até 1972 e os conduzirão a 1984, onde as grandes dores só encontrarão alívio nos simples olhares extraídos dos vossos corações. Será então que a luz candente proclamará que é chegada a hora!
Então, o Homem desalinhado vagará na escuridão e beijará os vossos pés sangrentos da caminhada para o encontrar. E vós, filhos meus, luminosos, atravessareis as densas nuvens que irão desabar da sua própria impregnação mediúnica, pois o Homem jamais edificará nos seus próprios escombros! (O Céu e a Terra passarão, mas não passarão as minhas palavras, disse Jesus).
É, então, que o Espírito Consolador exigirá o vosso compromisso ao socorro final. O que será do Homem, sem o Espírito Consolador, vendo suas grandezas e seus tesouros submergirem no alvo oceano, quando as bases frágeis das montanhas de gelo cederem e, ao se transformarem em água, liberarem os pequenos seres que trarão a luta e só serão vencidos pelos vossos conhecimentos científicos, filhos meus?
Que dirá o Homem esclarecido quando os grandes aparelhos começarem a surgir no Céu?
O trabalho incessante vos livrará das dores. Jesus prescreverá vosso resto cármico e melhor cumprireis esta missão simétrica. Esta faixa que atravessais no peito, da Cura e do Conhecimento, simboliza o Cristo na Sua caminhada, fronteira vívida na técnica da salvação. Salve Deus, que assim sereis conhecidos em todo o Universo!
1972 sairá do calendário e ficará marcado, em vossos corações, pelas cicatrizes que deixará. Após esta partida, viveremos o bem aventurado 1973 que, cautelosamente, vos afagará com o compromisso de aquecer as vossas noites frias...
Salve Deus, filhos...Salve 1973 !

31 DE DEZEMBRO DE 1973
fuego9.gif (4373 bytes)fuego9.gif (4373 bytes)

Resultado de imagem para espirito espartano
Meus filhos, Salve Deus !
Sinto palpitar os vossos corações na realização desta Doutrina para uma Nova Era. Filhos do Amanhecer: justo foi Jesus que, pela evolução dos vossos espíritos, quis vê-los nascer neste País, onde governa o espírito espartano, verdadeiro e humano, que permitiu a nós outros caminheiros prosseguir a nossa jornada.
1973! Nestes últimos instantes, outras falanges preparam suas estrelas vibratórias, imantrando a Terra para receber o iniciático 1974 que, sutilmente, vem preparar o Homem para o Terceiro Milênio, lembrando o Profeta e suas profecias, e afirmando, também, vossas missões nesta nação evangélica.
Imantrais filhos, com vosso trabalho essa faixa que atravessais no peito...É a candeia viva e resplandescente nos caminhos que tereis que percorrer. Cuidar do vosso padrão vibratório, porque de vossas bocas sairão mantras luminosos, curadores..., como ondas sonoras  para alcançar a dor.
Ano de profecias e afirmações de um velho contemporâneo que, neste planalto, viu luzes, fincou seu marco e, também, nesta terra vos viu. Sua perfeita visão se cumpriu! Não se alarmem quando os primeiros sinais aparecerem no Céu, pois aquele que estiver seguro não será atingido, porque não poderá faltar um só filho deste Pai.
Salve Deus, filhos ...Seta Branca !

31 DE DEZEMBRO DE 1974
torch.gif (6365 bytes)torch.gif (6365 bytes)

Meus filhos, Salve Deus!
Somente a vontade de Deus nos tem permitido afirmações tão claras, no campo vibracional, de um povo esclarecido para uma Nova Era. Filhos, não vos apresseis e também não vos abateis pelos rumores: somente do Céu ouvireis!
Era de amor e respeito, do Homem que ama o anjo e, com a mesma intensidade o demônio, sabendo distinguir as duas forças!
Resultado de imagem para Brasil, arca evangélica deste planeta, . Em breves minutos nos chegará o missionário 1975, projetando sobre o Brasil, arca evangélica deste planeta, mantras doutrinários de forças positivas. Então vossas mentes serão impregnadas pela imagem alegre do Caminheiro das margens do Jordão, de suas curas ao simples toque de Seus dedos!
Jesus Cristo não profetizou a Sua morte para não vos ver tristes, até que fosse chegada a hora, naquela noite triste de ira nefanda, e, por Deus, prevaleceu o amor! Não vim, portanto, vos trazer ainda a mensagem da morte, mas, sim, a tranqüilidade do Caminheiro, para o complemento desta obra.
Filhos do Amanhecer, que já atravessastes a pesada coroa de espinhos e a glória dos mártires: levantai e edificai, pois vosso planeta exigiu a volta do Jaguar! Desenvolvei as vossas mentes e rebrilhai a ciência dos Tumuchys. O mundo de vós outros espera o jugo final!

Cuidado, filhos! Não vos precipiteis com os primeiros sinais do Céu, nem com as trevas que surgirão nos horizontes, nem com as águas que subirão ao vosso redor, porque sois filhos do Sol e da Lua e, portanto, nada devereis temer! E, antes que surja outra mensagem, filhos, o mundo já estará vibrando convosco.
1974! Alegrias, dores, lágrimas, desilusões, mas também realizações, causa e efeito. Não podemos afirmar se bom ou mau. Apenas nos despedimos, abrindo os braços a este missionário 1975, ano de afirmação doutrinária nos Templos do Amanhecer, rogando a Deus a tolerância para que eu possa sempre viver no coração de todos vós, filhos meus!
Seta Branca!

31 DE DEZEMBRO DE 1975
feuer00019.gif (5833 bytes)feuer00019.gif (5833 bytes)


Meus filhos, Salve Deus!
Vamos, antes, nos despedir do ano de 1975, que logo nos deixará, e, confiantes em Jesus, na força do Jaguar, iniciar um rico 1976.
Filhos: muito embora as previsões dos tempos sejam assustadoras, procurai assimilá-las, pois seguimos a marcha evolutiva do Homem. Por conseguinte, não há razão para detê-lo na sua nobre conduta. Não atribuais a dor universal pelos reflexos criminais de vossas vidas passadas.
Levai vossas mentes sobre as planícies macedônicas, sustentai-vos sobre a península peloponense, vibrai no espírito espartano, com o punho protetor sobre as vossas cabeças. É a volta do Jaguar, de Esparta ao Brasil!
Filhos: há dois mil e quinhentos anos atrás,  Deus já vos preparava para o socorro final. Não temais o fim dos tempos e nem o que dizem os profetas. Lembrai-vos somente do que disse Jesus, o Caminheiro: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.
Alertai-vos, filhos! Não vos abateis pelos falsos rumores e, também, não vos arraigueis aos castelos e edifícios ornamentais em vosso redor, de baço brilho, amontoando-se e marginalizando a própria civilização que conquistastes, construída com tantos sacrifícios.
Procurai, filhos, a Natureza... Buscai o aroma das matas frondosas e os frutos que caem e se perdem no solo deserto... Não deixeis que a Natureza se canse e, não mais regando, o seu solo seco se rache, enquanto os falsos profetas, sem penetrar nas leis de causa e efeito, repitam: É sinal dos tempos!
Jaguares do Amanhecer, filhos queridos do meu coração! Alertai-vos para não cairdes no padrão dos demais. As leis físicas que vos chamam à razão são as mesmas que vos conduzem a Deus! Nunca vos isenteis da culpa. Aceitai-a nos vossos destinos cármicos. Sempre vos disse que a dor não vem do Céu e sim das vossas próprias falhas!
Neste momento, em que os mantras divinos estão voltados para a Terra, graças à luminosidade desta Corrente, eu, o menor dos pais, anuncio paz e prosperidade, junto aos primeiros raios de Sol deste Amanhecer!
Salve Deus, filhos!Pai Seta Branca!

31 DE DEZEMBRO DE 1976
feuer00015.gif (5328 bytes)feuer00015.gif (5328 bytes)



Meus filhos, Salve Deus!
Sinto-me feliz, nesta bendita hora, por vós outros que ainda sois seres humanos atuais, convertidos, educados, desenvolvidos, aptos para resolverem todos os problemas espirituais deste planeta. Serei felicitado por todo esse Universo pela oportunidade que me proporcionais.
Filhos queridos do meu coração! Seguiremos a marcha evolutiva e grandes são as realizações que também vos proporcionarei, no conhecimento iniciático nesta Corrente do Amanhecer. Jamais me passará desapercebido qualquer filho, colocado a caminho de Deus, cada filho que se encaminha ao altar da Presença Divina e eleva a sua espada aos olhos de Jesus!
Filhos, cada espada que se ergue é uma esperança na conquista de uma Nova Era, e é por ela que Jesus vem impedindo a força dos irrealizados cavaleiros milenares, que vêm cavalgando na ira de uma vingança desproporcionada. Era do Apocalipse! Jaguares do Amanhecer, tereis vós outros a missão de detê-los e colocá-los a caminho de Deus!
Cada cavaleiro tem um poder destruidor, e quis a vontade de Deus nos colocar diante desses cavaleiros - os Cavaleiros do Apocalipse. Somente o amor, em vossas espadas doutrinárias da lei física e da espiritual, impedirá tão impetuosos espíritos.

1976! Agradecemos a Deus pela suprema realização doutrinária e, cautelosamente, entraremos no ano de 1977, pedindo a Deus Todo Poderoso o verdadeiro amor fraternal!
Filhos: cuidado com as grandes filas que avançam, dizendo estar em busca de Deus, pois o Homem, em sua maioria, busca somente a segurança individual. O Homem que tem um haver piedoso não é como vós outros, que trabalham para distribuir.
Se vos pedirem, dai-lhes o ouro e dai-lhes a prata, porém, de vós, nenhum fio de cabelo de vossa cabeça, pois jamais alguém poderá contaminar-se por vós! Quero dizer, com estas palavras: comunicar sem participar!
Continuo vos iluminando com a vida e vos resguardando da morte. Sereis vós outros novamente os primeiros conquistadores do limiar do Terceiro Milênio.
Jaguares de todos os tempos! Filhos abnegados de Deus! Erguei vossos espíritos à majestade suprema, confiantes nos dias de amor e de lutas que vos esperam, rogando a Deus pelos vossos governantes... Um venturoso 1977, filhos... espírito espartano!
O mais feliz dos Pais... Seta Branca!

31  DE DEZEMBRO DE 1977
Resultado de imagem para gifs fogoResultado de imagem para gifs fogo

Meus filhos, Salve Deus!
Na decorrência de 1977, transformou-se em júbilo a grande jornada de 1959. Filhos queridos do meu coração! Jamais ouviu-se dizer, e com tanta segurança, dos poderes iniciáticos na formação do Homem Luz neste planeta, a dependência total na individualidade do Sol Interior, o Homem Jaguar e sua volta.
Vós outros, filhos meus, que experiência secular vos fez voltar, voltar para aquecer o pequeno irmão que, quando nas lutas e conquistas, deixastes à mercê das intempéries, do frio e da fome. Porque só agora, filhos, foi permitido o Jaguar, no limiar do Terceiro Milênio.
Jaguar! Filho Jaguar! Barreira intransponível ao mal, barreira doutrinária. Sim... Para a emotivação da vingança secular dos cavaleiros perdidos, cavaleiros da guerra, cavaleiros da discórdia, cavaleiros das enfermidades, nada representarás se sob a regência desta Pátria Evangélica... Jaguar Sol, Jaguar Luz, Ninfa, Doutrinador, Apará, na eminência extra-sensorial do Homem a caminho de Deus!
Jaguar - coração de Terra -, simbolismo perfeito do grande Mestre Arakén, também Jaguar, filho de Neiva, na luz do Amanhecer! Na dependência de uma disciplina doutrinária, vereis, em breve, o elo de luz unindo o Céu e a Terra.
Nada exigirei deste vosso sacerdócio. Porém, vos prometerei tudo no cumprimento desta Missão. Não esqueçais que, há dois mil anos, fostes por Deus preparados na Ciência e na Fé!
Cuidado! A Fé sem a Ciência é o perigo iminente do espírito empreendedor nesta era atual, enigma intraduzível do Homem piedoso, inseguro, que, distante da crença, é lançado às velhas estradas, destruindo sua personalidade, renunciando às conquistas e permanecendo em suas crenças, perdendo-se na busca real do caminho e se distanciando de suas origens e de seus mundos colonizados.
Sim, meus filhos, não vos lamenteis, não sofrais por tão efêmeras passagens... Jesus protege vossos passos... Não temais! E quando desembarcardes desta vida para a outra, realizações encontrareis e, e bem junto, com carinho, o menor dos seres, Jaguar, esta imagem feliz de Seta Branca, vosso Pai!

31 DE DEZEMBRO DE 1978
torch25.gif (4033 bytes)torch25.gif (4033 bytes)

Meus filhos, Salve Deus!
Os rumores já anunciam o penhor de uma Nova Era! Os mantras, que até então não se misturavam, se cruzam unidos em um só canto universal.
Há aqueles que ainda murmuram de mal grado, sinal evidente de que a sua percepção não alcançou a sublime mensagem:
 Unificação! Unificação no amor em Jesus e em Deus, e, pelo desenrolar de seu destino cármico, não teve a sensibilidade para o contato com seu mundo transcendental e com o poder extra sensorial.
Procurai, filhos, conhecer a vós mesmos, para que tenhais excelso valor no avanço final.
1979, 1980, 1981, 1982, 1983... 1984 será, então, o começo da grande jornada! Porque, filhos, somente uma melodia será ouvida. Não é justo, filhos queridos do meu coração, que vivais em Deus, trazendo nos pés os menos esclarecidos cujas mentes, pelo desenvolvimento dos planos etéricos, ainda não alcançaram a luz. 
A Natureza ensina, por indução corpórea, o bem à utilidade comum. Porque, filhos, o fogo sempre vos atinge, movendo-se na atmosfera, tomando uma configuração semelhante à dos corpos.
 Afirmemos, filhos, a existência de um fogo cheio de imagens e de ecos. Chamemos, filhos, este fogo de luz subpungente... atmosfera... corcel fulgurante de estrelas, chama do ouro e da prata, meditação prolongada... Será, então, um espetáculo que vossos olhos irão ver: astros que irão brilhar, lâmpadas que irão acender. Porque a Terra não irá tremer para vós outros, porque tudo é ALMA e NATUREZA.
Por que devotar-se a morrer se não acreditais na vida eterna? Nos mundos civilizados, do contato e do amor, é chegada a grande hora! Cairá, portanto, o falso preconceito da visão física.
Dias virão, também, em que não terão razão para atuar os Quatro Cavaleiros do Apocalipse, que simbolizam a Desventura, a Morte, a Epidemia e a Fome.
Veremos, filhos, Carlos Magno ao se despedir, em seu poder de confiança, em Homem; Napoleão aparecido também em Homem no mundo pessoal de espírito realizador, sofrendo as intempéries de todo esse acervo conturbado, porém vencedor do triunfo e da paixão. Sim, a justiça celestial ainda conserva o seu provérbio: Rei ímpio, povo ímpio!
Sim, filhos, será então amarrada a serpente que lança fogo na roda inexorável da fatalidade.
Hoje, graças a vossa Mãe em Cristo, que jurou seus olhos para Jesus arrancar, pela verdade e pelo amor, nos dá faculdade, em sua clarividência, desta geográfica mensagem. Fazei, filhos, desta mensagem, o vosso sacerdócio. Estarei ao vosso lado nas horas precisas de vossas vidas, neste 1979!
E mais uma vez preciso vos dizer: não vos isenteis da vossa culpa, porque filhos, a lei física que vos chama à razão é a mesma que vos conduz à Deus... o vosso Pai, Seta Branca..., Simiromba também em Cristo Jesus!

31 DE DEZEMBRO DE 1979
column.gif (3066 bytes)column.gif (3066 bytes)

Salve Deus... Salve Deus, filhos queridos do meu coração!
Sinto as vossas mentes em harmonia, no trabalho do verdadeiro Deus que governa todo este Universo. Resulta, portanto, que, nos vossos pensamentos e esclarecimentos, vivereis cada dia melhor a força criadora das coisas deste Universo.
Emanando e doutrinando, assumistes o grande compromisso no aperfeiçoamento das boas obras, principalmente, filhos, neste quinto ciclo do cérebro, em que o Homem não é bom nem mau, e sofre a insuficiência do meio, na negra dimensão.
A Terra, sem precipitação, é vista do alto como uma grande nave, onde seus passageiros não sabem como e nem onde irão desembarcar.
Então, as experiências das vidas para outras vidas, a seriedade do Doutrinador no espírito espartano, o farão despertar em Cristo Jesus, pois só Ele o conduzirá a um porto seguro! Vós outros, meus filhos, somente vós outros, raios do Sol e da Lua, pelas conquistas outras, sabereis o rumo certo do Homem-Pássaro.

Resultado de imagem para Filhos, nesta Terra, brevemente, vereis pássaros com faces humanas, voando nas proximidades, à vista do olhar físico, que atravessarão os leitos dos adormecidos.
Filhos, nesta Terra, brevemente, vereis pássaros com faces humanas, voando nas proximidades, à vista do olhar físico, que atravessarão os leitos dos adormecidos.
Sim, quando chegar a hora, vereis, do outro lado do caminho, tribos realizando cerimônias e oferecendo sacrifícios nos ricos altares, diante das imagens também pesadas da ostentação, da tradição e do medo, e, prosseguindo mais um pouco na viagem, vereis que, sem fechar a porta do seu templo, serão arrastados para o oceano!
Então, filhos Jaguares, o Homem ainda verá seus grandes tesouros, suas tradições, seus velhos papiros, suas leis e escrituras religiosas, tudo, filho, levado pela água ou devorado pelo fogo, numa espécie de luto e temor!... É um país? Não, filho, é um poder escravizado, na sua fase de libertação!
Sim, filho, caminhastes ao Quinto Ciclo sem o contato de Capela! Resististes dos Equitumans ao Jaguar! Fostes e serei sujeitos às reações das leis porque as vossas mãos e os vossos pés estão ligados às forças dos vossos destinos cármicos, até que chegue o Eldorado, ao rigor das três forças que dominarão, com a Ciência, os Quatro Cavaleiros do Apocalipse!
Eldorado é a configuração de Mestre Sol, Mestre Lua e Ninfas.
Equituman... Esparta... Jaguar!
Pedindo a Deus, filhos, com todo o amor, que a vossa evolução não vos deixe voltar, digo que me fazeis o mais rico dos pais!
Seta Branca!


31 DE DEZEMBRO DE 1980
Torch-02.gif (10703 bytes)Torch-02.gif (10703 bytes)


Meus filhos, Salve Deus!
As Ciências Sociais de hoje apresentam semelhantes princípios como novidades. No entanto, são antigos, porque o mundo, filhos, não foi feito só para um, no trato vulgar da vida.
Deus já vos concedeu mil luzes na Sua santa bênção. Porém, filhos, o ser vivo, condicionado, se esqueceu de seu relacionamento eterno. O Homem é uma entidade espiritual que só pode ser feliz conhecendo o caminho de volta ao seu lar espiritual, à sua origem, ao seu reino, à personalidade em Deus.
O processo para se voltar ao Supremo é um ramo do conhecimento diferente, e é preciso aprendê-lo no Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo!
Sim, filhos, o assim chamado avanço do conhecimento não oferece imunidade contra a morte, a velhice ou a doença. 
O Homem cientista descobriu uma bomba nuclear que vai acelerar o processo de sua própria morte.
No entanto, filhos, a Natureza maravilhosa não precisaria do cientista defensor, porque nela existem o nascimento, o crescimento, a manutenção e a transformação. Porque só sabe amar quem encontra a Paz em Deus Pai Todo Poderoso!
1984! Ciclo iniciático!... Data natalícia do triste naufrágio de poderosas civilizações. Santuário perfeito onde galáxias de todo o Universo se comunicavam, e o Homem, dando vazão ao centro nervoso do seu terceiro plexo, recebeu o que era seu e foi levado pelo seu próprio crepúsculo... Novamente as grandes metrópoles e o Homem desenvolvendo os átomos, a sua própria constituição...
Jaguar! Meu filho, meu mestre, alertai! Poderás caminhar em praias desertas, sem te encontrares com um irmão! Poderás atravessar um castelo, sem te encontrares com o dono que te deu o endereço!...
Sim, filhos, a desintegração, as grandes dores dos Mayas... Sim, filhos, ao contrário dos demais, predominam influências positivas. Sim, filhos, no momento atual existem muitos intérpretes. Sendo a alma a raiz, vós, filhos, sereis os únicos que, imunes a qualquer desintegração, podereis proceder na Lei do Auxílio e proteger povo e povos que Deus, por missão, vos entregou. Lembrareis de vossas asas quando chegar a hora!...
Sei, filho, da tua sede, acorrentado cinco ciclos sem subir a Capela. Sim, por Deus, toda a tua família sangüínea receberá a proteção da tua conduta doutrinária.
Filhos: sois a esperança de uma Nova Era, e tudo vos virá por acréscimo. Salve Deus, filhos queridos do meu coração!
A minha bênção...o teu Pai Seta Branca!



31 DE DEZEMBRO DE 1981
torch.gif (6365 bytes)torch.gif (6365 bytes)



Meus filhos, Salve Deus!
A marcha evolutiva se apresenta e, gradativamente, atravessando os séculos, vos chama à razão, porque, filhos, é a conquista final!
O Homem, até então, só se preocupou em construir seus quartéis, sempre se armando contra o outro, fazendo-se temível, vivendo sempre a rebater sem perdão suas próprias traições, fazendo-se fortaleza, inventando armas incomparáveis, destruidoras, sempre a se gloriar da destruição do outro.
Cuidado, Homens da Terra! Colocai amor em vossos exércitos, em vossos quartéis, em vossas armas... Consciência e Amor!
Porque, filhos, a verdade é algo que falta em nossas vidas. 
O quê nos valerá quando grandes placas do negro espaço de abrirem e caírem sobre os vossos fortes armados, deixando invadi-los tristes chacais? 
De que vos valerão o céu, a terra e os mares se não tiverdes doutrina para afastá-los? 
O Homem pensa apenas no poder físico e se esquece de um Deus Todo Poderoso...
Ouvimos heresias por falta de fé na inteligência do Poder Supremo. Sentimos, filhos, porém não atravessamos o vosso céu, temendo destruir-vos com o nosso magnético.
Filhos: Não há incoerência no olhar e no andar. Em vós outros, sim, existe algo medianeiro - a consciência, o amor, a candeia viva e resplandecente do Mestre Jaguar, que os séculos não conseguiram apagar.
Filhos queridos do meu coração: Tomai vossa posição. Fincai, em vosso quartel, a bandeira rósea de Jesus e procurai munir-vos do Seu simétrico coração! Sabei assimilar esta missão. Romarias piedosas, conscientes e inconscientes, atravessarão terras para vos encontrar. 
E vós outros, que tereis as rédeas da Vida e da Morte, da noite e do dia, aplicareis a chama espiritual da ciência etérica, e todo o mal se desfazerá.
Cuidado com o ouro e a prata! Não participeis... É cedo! Dias virão em que não se poderá perder uma gota sequer das vossas energias.
Filhos! Espíritos espartanos que não sabíeis perdoar! A vida começa em cada dia. Não importa a quem, nem onde, o perdão nos faz encontrar com a grandeza!
Continuai a jornada em busca dos que não podem chegar até aqui. Levai a Doutrina na cura desobsessiva dos menos afortunados, mesmo estando longe. Sois o Cavaleiro Verde, com - 0 - em Cristo Jesus!
E eu, o menor dos pais, continuo vos envolvendo e guiando no meu Quinto Ciclo, feliz de vos ver equipados para uma Nova Era, e, com -0-, fico sempre à vossa disposição.
Pai Seta Branca!



31 DE DEZEMBRO DE 1982
fkelch.gif (6792 bytes)fkelch.gif (6792 bytes)

Meus filhos, Salve Deus!
1982 se despede aqui, e o vosso novo calendário marcará 1983, o começo da preocupação do Homem neste planeta! Não tardareis a ouvir, em consideráveis jornais da grande imprensa, notícias que assinalarão que uma delegação de sábios aderiu a novos conhecimentos que, até então, eram místicos e duvidosos!
Filhos, Jesus, o Governador deste planeta, o poder de todas as coisas, laborando e se sacrificando por vós outros, entregou as mais altas iniciações ao peso de vossas consciências.
Todas as coincidências, filhos, são significativas à nossa época e, simultaneamente, à do Homem no espaço e à Psicologia, porque a mente do Homem foi acelerada e alterada pelas constantes experiências atômicas e correntes nucleares, sabendo nós outros o seu final! Sabemos também, filhos, que Jesus vai aumentar, cautelosamente, o processo de Sua volta. Eis porque falamos constantemente na evolução do Terceiro Milênio! Porque será, filhos, a salvação deste planeta. Se demorar, mudará toda a Natureza, e os Homens irão perdendo suas formas humanas, enquanto suas mentes começarão a agredir suas famílias, destruindo seus próprios sonhos!
Jaguares, meus filhos Jaguares! A vossa responsabilidade é a maior de todas as missões da Terra! Aos poucos, estais vos preparando para o encontro com os Encouraçados... Muys... Para o controle do
Tanoaê e de outras seguranças que formarão as vossas asas.
Não vos preocupeis com os governantes de vossos países, porque tudo está dentro de um plano cósmico.
Filhos do meu coração! Quisera trazer o sentimento do amor reajustado pelos vossos corações. Porém, sempre as heranças transcendentais também cobram o seu tributo.
Só Deus, o Grande Deus, nesta marcha evolutiva, me daria esta oportunidade de vos ter com todo o amor do Pai...
Seta Branca!



31 DE DEZEMBRO DE 1983
flame45.gif (7459 bytes)flame45.gif (7459 bytes)

Meus filhos, Salve Deus!

1984, ano luz, fechamento de um ciclo milenar!... Ano de reflexão para o Homem cansado de atrair para si o que não lhe pertence, que já não sabe para onde caminhar. Caminha guiado por sua alma espontânea, onde cria sem saber para quê, e ninguém o ensina a falar com Deus...



Filhos: Preparação e reflexão - o que, geograficamente, já vos foi anunciado pelo grande percurso já percorrido nesta jornada.

Alegro-me por este poderoso acervo que vos trará a vida e a luz! Filhos, vos falo do Terceiro Milênio! Falo da voz da Vida. Não vos falo da voz da Morte - a Morte não tem voz!


O mundo eufórico das descobertas, mentes científicas e deslumbradas, sem saber o caminho a tomar, enquanto vós outros continuam abrindo as vossas mentes sem nada temer!

Sei que vos afligis pela vossa nação. Não vos esqueçais que são vós outros, filhos, os donos legítimos dessas armas. Os Homens choram, filhos, porque não têm os valores que tendes vós outros: a mente livre, a lâmpada que ilumina as noites densas, a lança que remove rochedos e faz clarear as matas frondosas. Sede humildes, filhos, para melhor ouvir vossa própria voz!...

Sois Cavaleiros Especiais, de um sacerdócio humano culturalmente superior e Eu, filhos, exigirei a vossa conduta doutrinária!

Saudoso de vós outros, na esperança da vossa conduta estarei sempre!...

Do vosso Pai, Seta Branca!



31 DE DEZEMBRO DE 1984
fuego9.gif (4373 bytes)fuego9.gif (4373 bytes)

Salve Deus, filhos queridos do meu coração!
Filhos, livre é o Homem que se considera escravo de uma grande ideia, é aquele que entrega toda a sua energia. O seu auxílio mais poderoso foi o seu caso sucedido com a humanidade, lutando bravamente nas profundezas, pronto a voltar-se ao espírito mais uma vez, continuar na sua habitação, sabendo conhecer, entrelaçando-se com seus irmãos.
Então, os Homens passam a viver entre irmãos, onde é a hora do Homem ser feliz em toda a sua vida e ter seus mistérios esclarecidos. Porém, apenas para aqueles que mergulharem no Quinto Reino!... Estes fenômenos esclarecidos apenas na pureza de motivos.
Meus filhos Jaguares! Já sois capazes de penetrar nos fenômenos das palavras claras e das obscuras, manobrando de uma vida para outra, no domínio de suas fatais dimensões e nas luzes que virão ao vosso encontro.
Todos os filhos mergulharam nas cegantes profundidades do materialismo, em suas lutas para obter o domínio do mundo físico, esquecendo as tarefas que lhes foram designadas. Somente o caminho do amor incondicional vos oferece, filhos, a inteligência, a cura desobsessiva, o respeito por todas as coisas e ser ouvido por toda a humanidade!

Sim, filho, o teu amigo ou o teu irmão ouve-te aqui. No silêncio daquela noite te seguiu, uma vez mais, até o fim... E estas pedras ficam de novo gravadas!
Apressa-te, filho, para não deixares escapar nenhuma ovelha do teu rebanho, que o teu carma te entregou. Não deixas que partam sem a tua compreensão, sem o teu calor vital.
É feliz, filho, aquele que sabe o que quer! Descoberto o propósito elevado de tuas aspirações, sintas-te com suficiente coragem para escalar montanhas e receber os teus amigos e contemporâneos que estão surgindo dos mares e das matas frondosas. São poderes, filho... É o penhor da divindade!
Temos a vida em outra dimensão, que avança no limiar deste Terceiro Milênio!
De vós, mestres Jaguares, filhos deste Amanhecer, na faixa evolutiva em que vos encontrais, Eu, o vosso Pai Seta Branca, nada tenho a desejar.
A minha benção... Seta Branca!




feuer00029.gif (8699 bytes)feuer00029.gif (8699 bytes)

forcas.gif (99664 bytes)forcas.gif (99664 bytes)

MENSAGENS DE PAI SETA BRANCA

MENSAGEM DE PAI SETA BRANCA
31 DE DEZEMBRO DE 2001

Salve Deus!
Filhos queridos do meu coração! Quis a vontade de Deus Pai Todo Poderoso, nos concedesse mais esta feliz oportunidade de estarmos juntos na passagem de mais um ano.
Filhos! Nasce 2002 e se despede 2001. O ano que se vai foi um ano difícil para o Jaguar.
Vocês que são a tribo do Jaguar, espíritos espartanos, que passaram pelas planícies macedônicas, pelo império romano e aqui chegaram com o compromisso de levar a missão do Nosso Senhor Jesus Cristo a todos aqueles, meus filhos, encarnados e desencarnados, que por algum motivo não conseguiram a sua evolução.
Filhos! Estejam preparados, o Ciclo Iniciático se fechou.
Há mais de trinta mil anos esta Missão está sendo preparada. Tenham em vossos corações a humildade e a tolerância.
Meus Filhos! O ano que chega será um ano decisivo, decisivo para o Jaguar. Não se enganem! Não se enganem pela falta de fé; tenham fé em vossos corações.
Os grandiosos Cavaleiros Águias já se encontram entre vocês, trazendo uma nova etapa em vossa Missão. Tenham a certeza de que o Nosso Senhor Jesus Cristo caminha lado a lado com vocês.
O Jaguar tem um compromisso universal, jamais se esqueçam disso. Mais do que nunca, meus filhos, eu vos peço a Conduta Doutrinária, o Padrão Vibratório e o amor em vossos corações.
É chegada a hora do Jaguar! Não se esqueçam que haverá a transformação do planeta, que já está acelerada. Haverá muitas lágrimas, muitas dores e caberá a vocês enxugar essas lágrimas e socorrer esses irmãos que baterão em vossas portas.
Filhos! Há trinta anos Koatay 108, junto a vocês, trouxe a verdadeira Rosa do Amor. O Mestrado, veio na força decrescente de Arakém, um Ministro de Deus, em raio do Oráculo de Ariano.

Meus Filhos! As forças necessárias para atingirem seus objetivos como missionários já estão junto a vocês. Caminhem, caminhem na trilha de Nosso Senhor Jesus Cristo. Cuidado com as velhas estradas e com as velhas tradições.
O Carma de cada um de vocês está sendo acelerado na individualidade e na condição de cada um.
Filhos queridos do meu coração! Vosso Pai vibra a cada momento, para que emitam o amor, a humildade e a tolerância. Estendam, meus filhos, por este universo a Bandeira Rósea do Amor.
Não se esqueçam que Jesus abençoa a cada um de vocês, com o juramento e com o compromisso.
Meus filhos! Venho reafirmar chegou a hora da consciência e da razão. Não se assustem pelo que possa vir a acontecer com este planeta. Tudo está dentro de um programa, elaborado pelo Nosso Senhor Jesus Cristo.
Desejo a vocês, meus filhos, um feliz 2002. Que cada um, dentro de sua consciência, caminhe com equilíbrio e sabedoria.
Tenham a fé e a ciência.
Que Jesus, o Grandioso Mestre, abençoe a cada um de vocês.
Eu, o Vosso Pai, mais uma vez, agradeço por esta feliz oportunidade que me concederam.
Salve Deus! Meus filhos. Graças a Deus!
Pai Seta Branca.

CAVALEIROS ÁGUIA

Anunciados por Pai Seta Branca, em sua mensagem de 31/12/2001, são Espíritos de Luz, sob o comando de Humarram, que, compondo sete falanges (49 Cavaleiros) estão vindo em nosso auxílio para que possamos ter mais proteção nesta difícil transição para a Nova Era. Para termos ideia de seu poder, são eles encarregados da guarda de Pai Seta Branca.

Eles acompanham as amacês da Estrela Candente e da Estrela de Nerhu, e ajudam os Jaguares no trabalho desobsessivo e no confronto com os grandes chefes do Vale das Sombras, e exigem muita seriedade, segurança e conduta doutrinária para suas realizações. Em algumas oportunidades, já tive contatos com Cavaleiros Águia Tumuchy e Tumarã, em trabalhos nos Tronos e no Trono Milenar.


Os Grandiosos Cavaleiros Águia já se encontram entre vós! Trazendo uma nova etapa em vossos destinos.
O Meu filho Jaguar tem um compromisso universal, jamais se esqueçam disso!
Mais do que nunca eu vos peço a Conduta Doutrinária, o Padrão Vibratório e o Amor em vossos corações.
Cuidado com as velhas estradas, com as velhas tradições! O Karma de cada um de vós está sendo acelerado na Individualidade e na condição de cada um. Mas, meus filhos, vós não estais sozinhos!
Não esqueçam que Jesus abençoou a cada um de vós com o juramento e com o compromisso!

Pai Seta Branca – 31/12/2001



MENSAGEM PAI SETA BRANCA
31 DEZEMBRO DE 2007

Salve Deus! Graças a Deus, Filhos queridos do meu coração! Quis a vontade de Deus Pai todo Poderoso nos conceder mais esta oportunidade de juntos estarmos nestes últimos instantes do ano de 2007.
Filhos queridos, os ventos sopraram e a força da escuridão fez com que muitas árvores se curvassem. A tudo assisti com aflição de um Pai. Hoje, com lágrimas nos olhos, ainda vejo que a ventania era apenas o anúncio da tempestade que se aproxima em 2008.
Salve Deus! Filhos queridos, entretanto vos digo que a revolução que se prepara, necessária, é antes moral que espiritual. Cuidado em vossa jornada, ninguém vai ao pai se não por mim, disse-nos Jesus.
Eu, Seta Branca vosso pai, preparei com carinho vossas jornadas que por vos foi confirmada no compromisso assumido em Tapir. Então, não queiram ser maior do que o Pai que os criastes. O poder emanado da tábua rasa das letras insulta a esperança em vos outros.
Salve Deus! Filhos queridos, sóis esclarecidos, o tempo de brincar já passou em muito. Não há criatura sem seu criador, como podem almejar serem criadores? Se ainda, não entendem o Criador Divino. Escutai a voz humilde de vosso Pai, porque sóis grãos de areia na imensidão do deserto.
Salve Deus! A cada um sua missão, a cada um seu trabalho, fui tão claro ao colocar em suas cabeças vossos chapéus. Por que agora não querem enxergá-los? A nova cruzada começou, sóis apóstolos da paz universal e não de uma guerra. Não viestes ao mundo para destruir a Doutrina do amor incondicional, mas para dar-lhe cumprimento.
Salve Deus! Filhos queridos, eu o menor dos pais vos pergunto: por que tornar difícil o que é tão simples? Alertai filhos, vos que rides, porque vosso corpo está satisfeito! Não se engana a Deus; não se esquiva do destino; e as provas, credoras mais implacáveis espreitam vosso repouso ilusório, pois vosso espírito foi enfraquecido pelo egoísmo.
Salve Deus! Filhos vos alerto, mais uma vez, compreendam antes as trevas de vosso coração, não afastai o facho que a clemência divina coloca entre vossas mãos para iluminar vossa caminhada e vos conduzir, filhos perdidos ao regaço de vosso Pai Celestial.
Salve Deus! Filhos queridos sejam como este Pai, pequenino, para que possam caber em qualquer lugar. Essa Doutrina não é império físico, entretanto, se alguém quiser ser maior, seja vosso servidor, e aquele que quiser ser primeiro seja vosso escravo; como Cristo que veio ao mundo para servir e não ser servido, para dar a sua vida pela redenção de todos vós.
Nas palavras do próprio Cristo “Todo aquele que se rebaixa será elevado, e todo aquele que se eleva por conta própria será rebaixado”.
Salve Deus! Filhos este Pai não quer e nem pode abrir-lhes os olhos à força, uma vez que a vos outros lhe apraz tê-los fechados. Sua vez virá, mas será primeiro necessário que sintam as angústias das trevas e reconheçam Deus, e não o tirano que carrega em suas mãos o cajado de seu orgulho.
Salve Deus! Filhos queridos, o tempo se esvai como a água que não se deixa apanhar por nossas mãos. Lembrai, o orgulho é a catarata que obscurece a visão. De que serve apresentar a luz a um cego? É preciso, pois, primeiro curar a causa do mal e, como médico hábil, vosso Pai que estas no céu, corrigirá, primeiramente, o orgulho.
Salve Deus! Meus filhos, não os abandonarei jamais, pois sei que cedo ou tarde seus olhos se abrirão, mas quero que isso seja por vossa própria vontade e, então, vencidos pelas tormentas da incredubilidade, lançar-se-ão por si mesmos nos meus braços e, como filhos pródigos pedir-me-ão graças!
Salve Deus! Graças a Deus! Que no limiar do novo ano, possa eu o menor dos pais estar sempre em vossos corações, iluminando e abençoando vossas jornadas.
Boa Sorte em 2008!
Seta Branca

BÊNÇÃO DE PAI SETA BRANCA
31 DE DEZEMBRO DE 2007

Salve Deus!
Salve Deus, filhos queridos do meu coração.
Estou muito feliz pelos filhos que estão à frente ter escolhido esta mensagem..
Tudo filhos, que teria a dizer neste dia, nesta era, estão gravados nesse papel,
para que vós outros olhem um ao outro com perseverança porque muitos, jamais,
filhos, pensariam que um dia tudo isto estava à porta de um mundo em desespero,
e este vosso Pai não tem mais nada a ensinar a vós outros, porque tudo filhos, foi dado.
Apenas, apenas a conduta doutrinária, apenas a união dos meus filhos jaguares,
poderão vencer todos os obstáculos e a guerra estará afastada.
Não esqueçais jamais cansados de arcar as vossas armas no seu trabalho,
preparação para o que está vindo, por esta grandeza deste Planeta Capela que está chegando.
Preparai, filhos, com amor, nunca, jamais, com inimizades de todos os irmãos.
Filhos queridos de meu coração, portanto, este vosso Pai neste dia está aqui a abençoar a vós outros,
dando a cada um tudo o que estais a pedir neste instante, para que vós outros possam ter a condição
de enfrentar tudo o que esta mensagem que meu filho Raul teve a inteligência de escolher.
Mas, este vosso Pai que vos ama tanto, estará presente nas vossas vidas em todos os instantes.
Somente para completar, desejando a vós outros muita paz e a humildade em vossos corações,
uns para com os outros, isto é o que tanto minha filha Koatay 108 desejava a todos e,
também está aqui presente todos, todos os Espíritos Iluminados, acompanhando minha filha neste dia.
Que somente Jesus na sua infinita bondade abençoe a vós outros, nesta era que ora inicia,
trazendo a vós outros, tudo que for do merecimento de cada um.
Que as pérolas dos Anjos e dos Santos Espíritos derramem a Sua compreensão
em vossas cabeças, com muito trabalho.
Que Jesus esteja em vossos corações e este que se despede vosso Pai Seta Branca,
o Grande Simiromba de Deus, responsável por este Planeta.
Que Jesus abençoe a todos. Salve Deus!
Seta Branca.

Mensagem de Pai Seta Branca - 2013/2013 
Templo Mãe 

Salve Deus! 
Filhos queridos do meu coração! 
Jaguares de todos os tempos! 
Jaguares filhos de Seta Branca! 
Que Jesus esteja em vossos corações! 
Filhos queridos, as dificuldades com a natureza têm trazido a vós outros o desespero em vossos corações, mas lembrai-vos que este vosso Pai Seta Branca junto à Koatay 108 vos preparastes para este momento. Não escutais o homem que não tem Jesus em vosso coração e somente lembrai destes vossos mentores que estão prontos a todos os instantes para cuidar de vós outros. 
Comandantes, filhas, todos estão preparados, e este vosso Pai pede a vós outros que este é o momento de muita luz neste campo magnético e mais um portal foi aberto para as curas daqueles que chegam necessitados. Muito em breve vocês saberão onde é este portal onde serão feitas as curas daqueles que irão chegar cheios de clamores. 
Este ano é um ano de muita realização. Passarão por portas estreitas, onde vós outros sempre colhem aquilo que plantam, mas lembrando sempre que esta doutrina, meus filhos, é tudo que meus filhos precisam para caminhar, é um universo de forças sabendo trabalhar, sairão muitos da fragilidade de vossas vidas, e terão a recompensa deste vosso Pai que não esquece vos outros. 
Unam-se as forças e terão muito a fazer. Jesus abençoe a todos, aos vossos familiares e aumentem as vossas forças. 
Que a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja em vossos corações, Filhos queridos do meu coração. Filhos de luz de Seta Branca, o Grande Simiromba de Deus. 
Salve Deus! 
Seta Branca 2012/2013


MENSAGEM DO PAI SETA BRANCA 
2014

Resultado de imagem para Simiromba – significa, em nossa Corrente, “Raízes do Céu”, e Pai Seta Branca é o Simiromba de Deus! De seu Oráculo, Simiromba realiza toda a grandeza presente em nossos trabalhos. É a junção das sete raízes universais. Quando Simiromba se desloca, na sua ordem também vão se deslocando as raízes, segundo sua necessidade, porque as forças nunca se deslocam em vão.

Salve Deus!
Salve Deus filhos queridos do meu coração! Somente pela vontade de Jesus, estarmos todos reunidos em Teu Santo Nome. Graças a Deus!
Muitas preocupações foram vencidas pelos vossos trabalhos. Só tenho que confirmar todas as palavras desta grande mensagem. Salve Deus!
Meus filhos, todos estão preparados para os instantes que a Terra está vivendo. A varredura começou, meus filhos! Mas Eu, Vosso Pai Seta Branca, em momento algum fico temeroso pelo Jaguar, pelo Espírito Espartano, que não mede esforços para caminhar. Estou muito feliz com todos os meus filhos, do menor ao maior. E tudo, meus filhos, que este ano que está vencendo, passou... Foi somente para deixar o Jaguar mais preparado, mais firme, com os pés no chão. Porque, aquele que não tem fé para caminhar nos espinhos do seu carma, precisa aprender a ter fé! Porque agora é o momento final, de preparos, no qual todas as mensagens que dei através de minha filha Tia Neiva, estão a concretizar. Por isso, não descansem dos vossos trabalhos! É firme! Passos largos, para que possam vencer todos os obstáculos.
A Conduta Doutrinária é muito importante nas vossas vidas! Salve Deus! É tudo, meus filhos, que venho pedir. A Conduta para que vossos trabalhos tenham mais valor. Mas, Jesus está a abençoar a todos. E Eu, vosso Pai Seta Branca, fico triste, mas tenho que ir... Mas, deixarei a cada um, uma pérola dos Santos Espíritos, nas vossas mãos, meus filhos, para que este ano seja de muita libertação. Que vocês possam vencer tudo que tem vontade nas vossas vidas. Não desanimem!
E Eu peço permissão para dizer, que todos os Jaguares que partiram , estão neste instante, presentes junto com Agla Koatay 108 a abençoar todos os povos que deixaram na Terra, mas que nunca, meus filhos, ficarão em prejuízo. Lá, é mais fácil ajudar a todos. Minha filha está fazendo um grande trabalho na Cachoeira do Jaguar. É um continente melhor que já está bastante grande para ajudar a Terra, para que quando Capela vier, essa varredura não vá atrapalhar a Natureza.
Salve Deus!
Que a Paz de Nosso Senhor Jesus Cristo esteja em vossos corações!
Filhos queridos do meu coração, Este que se despede, Seta Branca, Vosso Pai, Simiromba de Deus!
Salve Deus!

Templo Mãe - Brasília - DF

31 de Dezembro de 2013

      

Nenhum comentário:

Postar um comentário